Educação Bi-Bilíngue

O que é ser bilíngue?

 

Conforme a Profª. Drª. Tereza Maher, da UNICAMP, ser bilíngue significa saber e utilizar alternadamente duas línguas. Frente aos inúmeros estudos que contestam aquele antigo receio de que esta prática poderia confundir e atrasar a fala das crianças, é cada vez maior o número de pais que querem introduzir os filhos a um segundo idioma ao mesmo tempo em que aprendem as primeiras palavras em português.

A Bi-Bilíngue oferece o ensino simultâneo do português e do inglês – reconhecidamente uma língua global, de suma importância nos dias de hoje – como forma de preparar melhor as crianças para o mundo atual de diversidade linguística e cultural. E, quanto mais cedo esta segunda língua for aprendida, melhor será o reconhecimento dos sons, a pronúncia e a sua prática efetiva. Na infância, este aprendizado torna-se mais fácil em virtude de alguns fatores, tais como:

 

 
  • Maior curiosidade por parte das crianças
  • Espontaneidade e desprendimento
  • Não têm medo de errar
  • Assimilam rápido através de experiências
 

 

Além das vantagens do bilinguismo comumente apresentadas pelos estudiosos, como o aumento do número de conexões cerebrais na região responsável pela linguagem, favorecendo a criatividade e o raciocínio, concordamos com a professora Tereza Maher que a exposição a uma nova língua e hábitos culturais pode ajudar as crianças a serem “mais tolerantes e respeitosas, terem mais autoestima e segurança, e desenvolverem curiosidade pelo mundo”. Nesse aspecto, consideramos que o contato precoce com línguas e culturas estrangeiras é benéfico à mente infantil no sentido de uma sensibilização à diversidade e ao outro.

Para saber mais a este respeito, selecionamos, dentre muitos, alguns artigos e pesquisas que tratam do tema e que vale a pena consultar: Filhos Bilíngues | Principles and Practice | Mitos e Verdades da Educação Bilíngue | Vantagens da Educação Bilíngue

 

Metodologia e Material

 

"Educar, Cuidar e Brincar" são os fundamentos da proposta pedagógica da Bi-Bilíngue. Acreditamos que a escola possui um caráter formador que deve ser desenvolvido desde a Educação Infantil, constituindo-se em um espaço de trocas, de aprendizagem, de construção de identidades e de inserção sociocultural. Nosso papel neste contexto é, basicamente, o de estimular o sentido da observação, despertando a curiosidade das crianças e capacitando-as a buscarem informações a serem usadas no seu dia-a-dia, em complemento à ação da família e da comunidade.

Nossos alunos brincam de maneira saudável e exploram os ambientes da escola, fazem colagens, modelam com massinha, aprendem a contar com blocos e ábacos, têm aulas de culinária, arte e artesanato, participam de rodas de conversa e contos de histórias, assistem a vídeos, leem e veem imagens em livros, jogam e montam quebra-cabeças e muitas outras atividades utilizando os mais variados recursos. Os materiais manipulativos, dentre eles os fantoches, os potes, as tintas e os cartazes, para além do tradicional lápis, giz de cera e papel em branco, são sempre trabalhados de forma articulada com o planejamento escolar e com propósitos definidos para promover o conhecimento e o desenvolvimento integral das crianças.

Ao contrário da tendência assistencialista presente em algumas instituições de ensino, envolvemos os estudantes em atividades educativas, artísticas, culturais, ambientais e esportivas, sem deixar de lado a atenção e o cuidado individual absolutamente indispensáveis nesta faixa etária. Para tanto, uma boa estrutura é fundamental, o que inclui ter materiais suficientes para que todos consigam compartilhar e um excelente espaço físico para entreter os pequenos. Nossas salas de aulas são interativas, coloridas, aconchegantes e têm à disposição brinquedos adequados e centros de atividades que incentivam a leitura e a expressão corporal, além de estimularem a imaginação e a autonomia. Os trabalhos das crianças enfeitam as paredes e são frequentemente expostos aos pais, seja em festas comemorativas ou em eventos especialmente organizados para este fim, como forma de valorizar seus feitos e conquistas, ao mesmo tempo que proporciona a interação da família com a escola.

A Bi-Bilíngue também oferece aulas diferenciadas dentro do currículo – sem nenhum custo adicional! –, tais como ballet, karatê, natação, musicalização e educação física, aflora o contato com a natureza através da horticultura. Nossos outros diferenciais são as turmas reduzidas, uma equipe de profissionais experiente e altamente capacitada, os materiais pedagógicos (livros, jogos, CDs e DVDs nacionais e importados), os recursos tecnológicos (computadores com tela touch screen que permitem o manuseio pelos próprios alunos), as placas sinalizadoras em inglês que identificam as dependências e objetos da escola, bem como os muros e paredes do parque, sem contar o sistema de som instalado em todos os ambientes, incluindo o espaço externo, que toca músicas infantis em inglês durante vários momentos do dia.

Por se tratar de uma escola bilíngue, nossa metodologia combina duas línguas no programa educacional, sendo ambas igualmente valorizadas: o tempo gasto com a alfabetização em português é o mesmo destinado à instrução do inglês. Os professores estabelecem uma rotina e planejam atividades de construção e repetição, incluindo conversações diárias, filmes, música, leitura de histórias, vídeos da Internet, jogos educativos e atividades manuais, de modo que a segunda língua possa, progressivamente, tornar-se familiar para a criança. É importante ressaltar que seguimos o calendário e o currículo brasileiros, sob a orientação do MEC, garantindo a aquisição da língua portuguesa, bem como certa continuidade caso a criança precise mudar de escola. Assim sendo, celebramos tanto datas festivas nacionais como internacionais, favorecendo o acesso de nossos alunos à cultura brasileira – que por si só já é bastante diversificada – e estadunidense, em particular.

Temos em mente que cada criança tem o seu tempo de aprendizagem e que ela se desenvolve quando interage com colegas e adultos. Por isso, tomamos o afeto como base do relacionamento cotidiano e defendemos que frequentar a escola deve ser uma experiência agradável para ela. Primando sempre pela segurança, conforto e higiene, cada ambiente é convidativo a um mundo repleto de cores, materiais e oportunidades, já que para muitas este é o primeiro contato com a realidade fora de sua casa e longe da família. Neste aspecto, a Bi-Bilíngue tem um cuidado muito especial com a adaptação dos alunos: é um trabalho feito em parceria, onde se orienta os pais durante esse processo. Em suma, a criação gradual de compromissos com o novo grupo e espaço e o início da realização de pequenas tarefas, na escola ou em casa, dão contornos a uma metodologia eficiente que se completa com os recursos e estratégias pedagógicas especialmente selecionados por nossos educadores.

O material didático adotado pela Bi-Bilíngue é adequado a cada faixa etária:

 

 

Berçário: Apostila Bi-Bilíngue (Língua Portuguesa, Matemática, Natureza e Sociedade)
Apostila Bi-Bilíngue Inglês

Maternal I: Apostila Bi-Bilíngue (Língua Portuguesa, Matemática, Natureza e Sociedade)
Apostila Bi-Bilíngue Inglês

Maternal II: “Coleção Pessoinhas Maternal” Ruth Rocha – Educação Infantil (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia) – Editora FTD
Apostila Bi-Bilíngue Inglês

Jardim I: “Coleção Pessoinhas 1” Ruth Rocha – Educação Infantil (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia) – Editora FTD
Apostila Bi-Bilíngue Inglês

Jardim II: “Coleção Pessoinhas 2” Ruth Rocha – Alfabetização (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia) – Editora FTD
Apostila Bi-Bilíngue Inglês

 

Educação Infantil

 

Berçário II

Nos primeiros anos de vida, o aprendizado das crianças se dá por meio de experiências sensoriais diretas: elas precisam manusear objetos concretos, ver imagens, se mover e ser incentivadas a falar e fazer as coisas como forma de explorar a realidade que as cerca. Para tanto, oferecemos espaços, atividades lúdicas, materiais e brinquedos que despertam a atenção e o interesse delas, ao mesmo tempo que incitam sua imaginação, percepção, linguagem e desenvolvimento cognitivo e afetivo, bem como o senso de socialização e interação.

Nesta faixa etária, as crianças manuseiam os livros, cantam músicas sem ainda conseguir falar, observam tudo com curiosidade, agarram, soltam, cheiram, levam à boca os objetos, enfim, tomam contato e começam a compreender o mundo através da experimentação. Tendo isso em vista, a proposta pedagógica da Bi-Bilíngue é a de estimular suas capacidades e proporcionar à criança oportunidades de conhecimento e desenvolvimento, respeitando sempre o tempo de aprendizagem de cada uma.

De forma tranquila e natural, as crianças são expostas à segunda língua – nesta fase, apenas oralmente – a partir das situações informais do dia a dia escolar, tais como: a hora do lanche, uma troca de fraldas, uma brincadeira no parque ou uma roda de conversa. O importante aqui é que as crianças ouçam sempre a segunda língua e se familiarizem com ela paulatinamente, sem pressa, nem obrigação.

Por fim, vale ressaltar que as necessidades básicas da criança desta idade, que inclui alimentar-se bem, brincar, descansar, receber carinho e proteção, são nossa prioridade e, para tanto, contamos com profissionais de diversas áreas devidamente preparados para cuidar do seu bem-estar, segurança e instrução.

Maternal I e II

Nesta idade, as crianças – a partir da fala – já conseguem expressar suas vontades, gostos e sensações. São extremamente curiosas e têm uma enorme capacidade de assimilar conteúdos diversos, o que nos permite incentivar sua autonomia, sem deixar de lado o afeto e a atenção individual, imprescindíveis nesta faixa etária.

A linguagem oral e as atividades com arte, imaginação e movimento, preferencialmente as que estimulam e desafiam a criança, orientam os trabalhos pedagógicos da Bi-Bilíngue, que oferece espaços diversificados para o aluno brincar, repousar, alimentar-se, aprender e viver em coletividade, tendo respeitados os seus hábitos, ritmos e preferências dentro dos limites impostos pelo dia a dia escolar. Nesta fase, além da experiência com o concreto, é importante que a criança seja incitada a pensar sobre seus atos e estabelecer relações lógicas como, por exemplo, quando realiza uma tarefa de seriação e classificação de objetos, sendo motivada a explicar como fez para alcançar determinado resultado.

A segunda língua continua sendo introduzida de maneira lúdica e criativa: além das músicas, vídeos, brincadeiras e jogos educacionais presentes no cotidiano das crianças desde o Berçário II, as aulas agora abrangem também a leitura de livros e histórias infantis e os objetos com identificação em inglês espalhados por todos os ambientes da escola começam a ganhar sentido para os pequenos que, aos poucos, vão reconhecendo as letras do alfabeto.

Desenvolver o senso de cooperação, independência e sociabilidade entre os alunos é uma de nossas principais metas. Sabemos que esta construção não se esgota no período de zero a cinco anos de idade, porém acreditamos e defendemos que ela deva ser iniciada na Educação Infantil.

Jardim I e II

Além da rotina de brincadeiras, faz parte da programação do Jardim I e II uma maior carga horária em sala de aula e um conteúdo curricular com enfoque no letramento, ainda que de modo bem tranquilo e sem maiores regras e cobranças. A Bi-Bilíngue segue o conselho do Ministério da Educação (MEC) para que até os cinco anos de idade o aprendizado aconteça de maneira lúdica e prazerosa, sobretudo por meio de jogos, músicas, leituras de histórias e/ou atividades pedagógicas e recreativas, não se limitando às tarefas propostas nas apostilas que, apesar de instrutivas e motivadoras, a nosso ver, restringem um pouco a criatividade e a possibilidade de experimentação das crianças.

Ainda nesta fase, o mundo é algo a se descobrir e conhecer por meio dos sentidos, do faz de conta e das manifestações corporais. Neste contexto, os cadernos escolares são um importante registro das atividades realizadas na escola, mas servem apenas de complemento às ações praticadas e vivenciadas pelos pequenos no seu dia a dia que, do modo como entendemos, deve ser o mais ativo e diversificado possível. Vale ressaltar, no entanto, que a alfabetização e a criação do hábito de estudos, mesmo que introduzidos de maneira branda e gradual nesta faixa etária, são sólidos, promovendo as bases que influenciarão o desempenho do aluno durante toda a sua vida escolar.

Tendo em vista que a criança nesta idade já tem certa independência, elaboramos uma proposta pedagógica pautada na construção da sua identidade e na socialização, o que implica um aprendizado de direitos e deveres. Como já mencionado, priorizamos o desenvolvimento da imaginação, do raciocínio e da linguagem como instrumentos-chave para ela obter os conhecimentos produzidos em seu meio social e construir a sua própria forma de agir, que seja flexível e possa ser negociada com outros indivíduos, sejam eles adultos ou crianças.

A segunda língua, nesta fase, não só faz parte do cotidiano e está presente em quase todas as atividades, mas ganha um destaque diferente: as placas sinalizadoras de objetos, por exemplo, começam a exercer uma outra função entre os estudantes que, neste início de alfabetização, além de reconhecer as letras soltas, individuais, começam a juntar sílabas e associar a oralidade à escrita, formando as primeiras palavras. Tanto no português como no inglês, as crianças precisam ter situações estimuladoras que despertem sua curiosidade para as línguas, materiais e recursos eficazes, afora uma rotina de atividades bem planejada e com objetivos definidos que proporcionem um avanço em todas as esferas do desenvolvimento, desde a aprendizagem e a capacidade motora até a forma de se relacionar e trabalhar emoções e sentimentos. Para nós, interligar conteúdos, tecnologia e valores como responsabilidade, respeito e autonomia é oferecer aos alunos os alicerces necessários para a reinvenção do mundo!

 

Atividades Extracurriculares